Rio Branco cria núcleo para melhorar rendimento dos atletas e prevenir lesões

Buscar o alto rendimento em campo através da ciência que estuda e aperfeiçoa os movimentos do corpo. É com esse objetivo que o Rio Branco firmou uma parceria inédita com a Universidade Católica de Vitória para profissionalizar seu departamento de fisioterapia.

A partir de agora, o clube vai contar com um núcleo especial de profissionais e alunos para atuar no trabalho diário com os atletas. Eles vão dar suporte teórico e técnico para o desenvolvimento físico dos jogadores, prevenindo lesões e possibilitando um melhor rendimento dentro das quatro linhas.

“Vamos trabalhar no recrutamento muscular adequado, além do fortalecimento muscular e da proteção articular, o que dará uma sobrevida ao jogador, preservando a parte osteomuscular para evitar lesões”, afirmou o coordenador do curso de Fisioterapia da Católica de Vitória, João Luiz Coelho de Faria.

A identificação de possíveis problemas físicos serão repassadas diretamente para a comissão técnica, que receberá, ainda, contribuições para elaborar atividades que não prejudiquem a saúde e melhorem o condicionamento físico, como acontece nos grandes centros esportivos do País.

“O Rio Branco e a Católica de Vitória são duas instituições centenárias que se juntam para fortalecer e fazer um grande trabalho pelo futebol capixaba”, ressaltou o presidente do Rio Branco, Luciano Mendonça.

Além de buscar a manutenção da saúde física e o fortalecimento do elenco, os fisioterapeutas também vão participar diretamente na recuperação de lesões, elaborando um planejamento profissional de atividades para a plena recuperação.

“Quanto mais rápido o atleta voltar para a rotina de treinos é melhor para ele e para o clube. Vai ser uma grande troca de experiências e vamos ajudar muito o Rio Branco”, afirmou Faria.

A pré-temporada do Brancão tem início no dia 2 de janeiro. A estreia acontece no dia 2 de fevereiro, às 16h, contra o Rio Branco de Venda Nova, no Kleber Andrade.

Zagueiro Rhamon Mexicano em trabalho com fisioterapeutas do núcleo

Deixe uma resposta