“É o lugar certo para eu continuar meu caminho de curtir o futebol”, afirma Loco Abreu

Após chegar ao Espírito Santo e ser recepcionado por centenas de torcedores no aeroporto de Vitória, o atacante Loco Abreu foi apresentado oficialmente como reforço do Rio Branco para o Capixabão 2019.

Em sua primeira entrevista coletiva, na manhã desta quarta-feira (9), no auditório da Unimed, na capital, o ídolo uruguaio ressaltou o carinho da torcida e falou sobre os motivos que o levaram a assinar contrato com o Capa-preta. “É o lugar certo para eu continuar meu caminho de curtir o futebol”, afirmou o atacante.

Emocionado com a recepção em sua chegada, Loco disse que ficou ainda mais empolgado para entrar em campo e ajudar a equipe. “Dá vontade de querer rapidamente se entrosar no time e poder entregar o que o torcedor quer”, disse o jogador.

Após a entrevista coletiva, Loco Abreu realizou exames médicos na Unimed Vitória e participou de seu primeiro treino, numa atividade comandada pelo técnico Caco Espinoza. A estreia do Capa-preta no Capixabão acontece no dia 2 de fevereiro, às 16h, contra o Rio Branco de Venda Nova, no estádio Kleber Andrade.

Loco veste a camisa do Rio Branco pela primeira vez (Foto: Thiago Félix/ Rio Branco)

Loco veste a camisa do Rio Branco pela primeira vez (Foto: Thiago Félix/ Rio Branco)

Trechos da coletiva

Recepção

Foi muito legal. A realidade superou bastante o que a gente pensava. Chegar em um clube e ser recebido desse jeito dá emoção, empolgação, vontade de querer rapidamente se entrosar no time e poder entregar o que o torcedor quer. Para que a caminhada continue do mesmo jeito, é importante treinar muito e se esforçar, porque ninguém vai ganhar porque a torcida está empolgada. Temos que jogar para manter a torcida empolgada.

Condicionamento físico

Quem é atleta não para de treinar. Só que muitas vezes não tem time, que foi o que aconteceu comigo. Eu estava de férias, mas meu preparador físico fica perto sempre. A minha parte física está tranquila. Quando eu tinha 20 anos, o GPS falava que eu corria 8 km. Agora, com 42, o GPS fala que eu corro 7 km. Então, 1 km a mais ou a menos não vai fazer diferença. O que vai fazer diferença é o cruzamento bom para colocar a bola dentro do gol.

Vitrine

Ninguém vai olhar o Rio Branco para comprar o Loco Abreu, mas se um menino dá um passe bom para gol, ninguém vai falar do Loco Abreu, eles vão falar do cruzamento do garoto. Vai ser boa essa oportunidade para eles, essa visibilidade para que no Brasil e fora  comecem a olhar para o futebol capixaba, em especial para o elenco do Rio Branco.

 

 

Deixe uma resposta